Rageolina 1
Rageolina 1
1ª Estrofe 

O despertador me acorda, que massada,

Ainda é cedo, oito da madrugada;

Mas que fazer,o dever me chama,

Três empregadas arrumam a minha cama;

Depois do banho matabicho de novela,

Nada falta na mesa muito menos na panela;

E enquanto devoro as delícias,

O meu acessor vai me lendo as notícias;

Arena internacional,

Temperatura, oscilação cambial;

E quando chega ao fim da lista,

Em frente ao portão já me espera o motorista;

Deslizo no meu Mercedes bem folgado,

Cruzo contigo no chapa todo apertado;

E eu,sem ninguem em meu redor,

A sete graus, longe do teu suor.


Refrão

E depois? O que é que vais fazer? Ah?

O que é que vais fazer? O que?

O que é que vais fazer? É só falar e ver, pois é...

O que é que vais fazer? Nada!

O que é que vais fazer? Népias!

O que é que vais fazer? E só falar e ver!


2 ª Estrofe:

No trabalho me apresento,

Com muita calma, no conforto me sento;

Entro na internet, navego nas calmas,

E de vez em quando vou batendo algumas palmas;

Aah! É só bocejar,

Pergunto qual é a lei que hoje vamos aprovar?

E definir, o futuro

Desse povo manco, desse povo burro;

Peço a palavra,e faço o meu descurso

Já nem me aguento,estou pesado como um Urso;

E é sempre a mesma ladaínha,

E voçês como patinhos sempre caem na minha;

O que? O teu salário atrasou?

Fica a saber que o meu quase duplicou;

Estás no sufoco, todos os dias;

Só pagas impostos e eu só tenho regalias.


Refrão

E depois? O que é que vais fazer? Ah?

O que é que vais fazer? O que?

O que é que vais fazer? É só falar e ver,pois é...

O que é que vais fazer? Nada!

O que é que vais fazer? Népias!

O que é que vais fazer? E só falar e ver!


3 ª Estrofe:

Terminada a sessão,

Toma conta do meu corpo a exastão;

Este trabalho é agressivo,

Toda manhã sentado man, é cansativo;

Um gajo preciso de férias,

Tchilar Moçambique, em linhas aérias;

E enquanto desse lado emprego não há,

Deste lado qualquer dia me chamam p’ra PCA;

Estás a ver o barulho que se aproxima?

É o meu helicóptero yah estou cá em cima;

E não importa o quanto esgalhas,

Não passas de uma formiga lutando por migalhas;

Deixa que eu te explique o procedimento,

Só abres um negócio se me deres 10%;

Não há quem não conhece o peso da minha mão,

Aqui ninguém enriquece sem a minha permissão.


Refrão

E depois? O que é que vais fazer? Ah?

O que é que vais fazer? O que?

O que é que vais fazer? É só falar e ver,pois é...

O que é que vais fazer? Nada!

O que é que vais fazer? Népias!

O que é que vais fazer? E só falar e ver!
Loading...

Leave a Reply