Lourena Nhate – Utani Khumbula

É muita coisa por dizer e eu
não quero fazer um daqueles artigos que apesar de prazeroso, é
trabalhoso. Entretanto, não posso ser cobarde e finjir que não vi ou ser
egoísta ao ponto de não compartilhar o sentimento convosco.
Não
sou fluente em Xichangana ou Xironga, mas felizmente entendo alguma
coisa e com ajuda de algumas pessoas próximas, é possivel ter a tradução
das expressões que desconheço. E foi fazendo uso destas vantagens que
depois de eu ter sido conquistado pela instrumental e melodia da música, procurei entender o seu significado.
Logo de primeira eu notei que era algo sério. A forma de como a Lourena
expressou-se foi muito comovente, talvez pela mensagem que fez com que
as pessoas se identificassem com naturalidade. Facto é que foi das
poucas músicas que reuniu consenso, praticamente em todos meios onde
ando.
Há cerca de um mês vi o teaser do vídeo. O
produtor-realizador não podia ser melhor, Hussein Dias. Aqueles
“excertos” deixaram-me feliz. Feliz porque a Lourena respondia à minha
expectativa. A de vê-la preparar um vídeo maduro, à altura da música.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Hoje, praticamente duas semanas depois do vídeo ter sido lançado,
senti-me preparado para o explorar e viajar nele. Agora estou aqui, todo
maravilhado e arrepiado. É muita coisa boa de uma só vez e/ou
concentrada num video-clip.
Não estou à altura de me debruçar
sobre os aspectos técnicos. O que posso dizer é que o video-clip é
fantástico. Obrigado Lourena Nhate. Obrigado Kadu Groove Beatz. Obrigado
Hussein Dias. Obrigado às suas equipas de trabalho.
Ainda na
senda dos agradecimentos, talvez a melhor forma de fazê-lo seria
reflectir sobre as palavras deixadas a seguir ao fim do video. Abaixo:
“Lourena Nhate chama atenção através de Utani Khumbula à consciência
dos casais para a necessidade de se optar pela interação contínua, visto
que a vida a dois só se solidifica quando o amor, respeito e doação,
são o denominador comum numa relação.
… Inúmeros benefícios, mas
quando se assistem cenários de as pessoas sairem para o restaurante,
irem à uma festa, ESTAREM JUNTAS NA SALA E/OU NO QUARTO, CADA UM ATENTO
AO SEU CELULAR, pode ser indício muito forte de que, talvez, esse
relacionamento seja mais fachada e à beira do precipício”.
Gostaria muito que entendesses a dimensão do meu post ou do trabalho
aqui apresentado, pois caso contrário, a Lourena também pode estar a
dizer-te:
Utani khumbula / Vais lembrar de mim
Uta rila i noti (nkatango) / Vais chorar sozinho (esposo)
Na ni fambile / Enquanto fui

Por: Euroflin Guirengane
18.10.2017

Leave a Reply