Tanselle leva o “I AM”, um concerto Soul, Jazz e Afro a Fundação Fernando Leite Couto

0
72

Tanselle apresenta “I Am”, segundo álbum da cantora moçambicana, composto por 14 faixas, que misturam os estilos soul, jazz e afro. O disco começou a ser produzido em 2014 e foi lançado em 2016, com a produção do pianista sul-africano Luyanda Madope. Os ritmos presentes no disco são resultado da influência que sofreu nos países por onde passou antes de começar a sua carreira artística. Tanselle viveu na África do Sul, Suazilândia, Angola e nos Estados Unidos.

O disco conta com participações especiais do conceituado músico moçambicano Hortêncio Langa e do saxofonista Percy Mbonani. “I am” é o título que me representa enquanto mulher, enquanto artista e enquanto moçambicana”, diz Tanselle.

Tânia Celeste Manhiça, de nome artístico Tanselle, é filha do etnomusicólogo e autor do Hino Nacional de Moçambique (Pátria Amada), Salomão Manhiça.

A jovem abraçou a carreira musical em 2009 e lançou seu primeiro álbum em 2012, “The African Spell”. Em 2014 lançou o single “Nguena” que mereceu o prémio Melhor Afro Jazz 2015 no Mozambique Music Awards. Um ano depois apresentou outro single, intitulado “Destino” que contem 3 faixas do álbum “I Am”.

É Tão Bom – Esta música retrata sentimentos mistos. A demora em
aceitar que o meu pai já não está entre nós e a celebração da vida
inspiradora que ele viveu. É Tão Bom! Aqui vai um cheirinho….
Sexta-Feira as 18 estaremos na Fundação Fernando Leite Couto.

Leave a Reply